Top Social

8 de março

8 de março de 2016

Queria escrever alguma coisa sobre este dia, mas veio a Beatriz e fê-lo antes e tão bem.

Não, não me felicites por ser mulher, que não estou para festas. Iguala-me o salário, não me despeças porque estou grávida ou quando te peça redução de jornada, respeita as minhas decisões, o meu NÃO significa NÃO. Não quero os teus piropos, ainda que penses que me animam. Não quero voltar para casa de noite com o telemóvel na mão, “just in case”. Deixa de dizer piadas machistas com o teu bando de amiguinhos, não têm graça, não levam a lado nenhum. Não me coisifiques, não sou um cu e umas mamas. E não, a quantidade de roupa que levo vestida não te dá direito a dizer-me nem fazer-me nada. Responsabiliza-te pela criança, pelas tarefas de casa, por ir às compras, pelas vacinas, pelas reuniões da escola. Educa os teus filhos a respeitar para que eu não tenha de ensinar as minhas filhas a defenderem-se. Eu não sou a “filha de, mãe de, esposa de”. Luta comigo pelos meus direitos para que este dia deixe de existir e então felicita-me, porque esse dia será um grande dia para todos. Esse dia, sim, será uma festa.

(traduzido deste post no Facebook da blogger Beatriz Millán)
Comentar
Enviar um comentário