Top Social

Brackets de porcelana para o coração

17 de março de 2016

No dia em que o conheci ele levava uma camisa de flanela de aspeto quentinho (daquelas que parece que dizem “toma o meu ombro, anda, que eu sou fofinho e cómodo”), barba por fazer e um sorriso irrepreensível. Alinhado, branco, perfeito. Iria perceber a importância que a dentição tinha para ele mais tarde, quando me revelou o seu motto de macho: "Há duas coisas que se deve cuidar SEMPRE: os dentes e a namorada". Quanto ao sorriso, tudo muito bem. Lavagens frequentes, elixir, fio dental e até palito depois das refeições para soltar aquele bocado de presunto prisioneiro nas catacumbas de um molar. É, a mãe tinha-lhe ensinado bem as regras da higiene oral. Mas a saúde mental sofria de halitose, estava arruinada. Podre como um dente que não tem outra solução que não seja arrancar pela raiz. Só que a essa não há alicates que valham.

Claro que isso só se veio a saber depois. Ele tinha apanhado a dente tudo aquilo que uma mulher gosta de ouvir. Como daquela vez em que contava que o amigo Pepe não queria assumir a relação com a rapariga mexicana (“a panchita”, dizia a canalhada) e, sem pingo de xenofobia, rematou: “pois eu só vou descansar quando puser um anel no dedo da minha portuguesa”. Noutra ocasião, esperando aplausos, disse entre dentes: “Tens noção de que eu sou dos únicos homens deste país que não vão às putas, não tens? É que vão todos. Todos.” Que sorte, acabava de conhecer um dos últimos espécimes masculinos decentes do Reino da Espanha. Tinha bons dentes e queria casar-se comigo. Este não era daqueles que se vão estragar para o Pacha de Ibiza, não. Era um gajo como deve ser.

Mas as cáries, ainda que progridam lentamente, não tardam assim tanto em revelar-se. E quando se revelam, BAM! Não há quem as consiga ignorar. Felizmente, esta foi uma deteção precoce e o meu sorriso saiu (quase) ileso. Do Sr. Ideal não soube mais nada. Desapareceu com a falsidade de um implante de titânio. Se calhar já vai às putas e tem uma noiva adepta do branqueamento LED a quem mente com todos os dentes.

Tranquilos, a minha saúde oral nunca esteve tão bem. Já há muito que me nasceram os dentes do siso, o tino e a prudência. Assim como assim, dados os riscos com terceiros, contratei um seguro dentário.


Two faced man with the two faced lies
I hope your two faced living made you satisfied
Told me baby I was your only one
While you've been running around town with every daddy's girl
Two times told about a man like you
Two times told about the things you do

I used to think that you were sugar and spice
I should've listened to my ma's advice

Kicked in the teeth again
Sometimes you lose, sometimes you win
Kicked in the teeth again
Ain't this misery ever gonna end?

And I've been kicked in the teeth
Kicked in the teeth again

AC/DC (adaptado)
2 comentários on "Brackets de porcelana para o coração"
  1. De facto o hálito podre pode estragar qualquer relação. E não, não é possível dizer que 'quem ama feio, bonito lhe parece' para os dentes. LOL hlariante!

    ResponderEliminar