Top Social

Tudo sobre as minhas mamas #2: O autoexame

19 de setembro de 2016
Os Padrões da Comunidade do Facebook deixam-no claro: "Restringimos algumas imagens de seios femininos se estas incluírem o mamilo." O Instagram, também da família de Mark Zuckerberg, segue a mesma regra. É um tema que tem levantado muita polémica e que gerou mesmo um acalorado movimento próprio, o #freethenipple, até porque os mamilos dos homens podem aparecer... e inclusive abanar-se perante as câmaras (há pessoal do reggaeton que é especialista nisso).

A agência de publicidade David Buenos Aires agarrou neste absurdo - ao nível da exaltação com o ato de amamentar em público - e criou uma escapatória para falar da deteção precoce do cancro da mama. A censura das redes sociais limita uma explicação gráfica de como fazer o autoexame? É fácil, usamos umas mamas de homem! A campanha, Man boobs for boobs, arrebatou um Grand Prix for Good nos Cannes Lions 2016, em junho.


Esta não é a primeira campanha de publicidade que mistura redes sociais e mamas para falar de cancro, e ainda bem. Outra houve, há uns anos, que comparava o tempo que perdemos diariamente a checkar ditos sites (cerca de 1h30?) com o tempo que gastamos mensalmente a examinar o peito (nenhum?). Talvez muitas mulheres o façam sem alarido, sem comunicar essa rotina a ninguém - tipo "Demoro mais um quarto de hora a chegar, estou aqui a acabar a palpação". Ou talvez não. Estou certa de que se pode falar mais sobre o assunto e fazer (apalpar!) mais.

Não está mal relembrar que o cancro da mama é a primeira causa de morte entre as mulheres. E que o autoexame da mama, a primeira etapa no diagnóstico precoce desta doença, tarda apenas alguns minutos por mês (deve ser realizado uma vez por mês - 7 a 10 dias depois da menstruação ou num dia certo do mês, sempre o mesmo, no caso de não se ter o período).

Como fazer

O vídeo do mamalhudo acima não é suficiente? Acrescento algumas indicações de como fazer o autoexame (fonte: um desdobrável do meu Centro de Saúde).  

1 - Despe-te da cintura para cima e observa-te em frente ao espelho em três posições distintas: com os braços caídos ao lado do corpo, com os braços levantados e as mãos atrás da cabeça e, por fim, com os braços fletidos e as mãos apoiadas na cintura.
2 - Observa o formato, tamanho e contorno das mamas.
3 - Levanta o braço esquerdo e põe a mão atrás da cabeça. Palpa a mama esquerda com a mão direita.
4 - Divide mentalmente a mama em faixas verticais e, com pequenos movimentos circulares, faz a palpação de cada faixa de cima para baixo.
5 - Palpa também a axila.
6 - Repete o mesmo para a mama direita.
7 - Pressiona o mamilo suavemente e verifica se há algum tipo de corrimento, líquido ou sangue. Observa as aréolas.
8 - Repete todos os passos da palpação deitada, de preferência pondo uma almofada debaixo do lado que se vai palpar.

Agora segue-se a incumbência de encorajar todas as mulheres das nossas vidas a apalpar como se não houvesse amanhã. E os homens, já agora. Também eles podem ter cancro da mama...
2 comentários on "Tudo sobre as minhas mamas #2: O autoexame"
  1. Sou daquelas mulheres que acham fixes estas campanhas mas amanhã já não me lembro da rotina de prevenção. Quanto às mamas dos homens na net, essas sim deviam ser censuradas por razões estéticas. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembrete no telemóvel!
      Aposto que gostavas de ter umas como as deste senhor... assim peludas :p

      Eliminar