Top Social

Atlantik Corner: bem-vindos a casa

6 de dezembro de 2016
Foto: DR Atlantik Corner

Emigrante "tuga" que se preze gosta sempre de encontrar na sua cidade de acolhida um novo restaurante português, onde se possa sentar a comer um bom prato de bacalhau e acabe com um café Delta tirado como deve ser. Mas o Atlantik Corner, inaugurado em setembro de 2015 no Bairro das Letras, é muito mais do que um restaurante português.

Para começar, porque a oferta de pratos e ingredientes não é exclusivamente lusa. O nome Atlantik Corner atira a pista: a Galiza também "entra ao barulho", assim como cozinhas de outras zonas banhadas pelo Atlântico. E de lugares do mundo onde houve presença portuguesa - Brasil e Goa são apenas dois dos elementos desta deliciosa fusão.

Depois, porque o espaço de decoração moderna e a apresentação dos pratos estão igualmente longe de serem tipicamente portugueses. Apesar de o simpatiquíssimo proprietário do restaurante nos ter recebido com um caloroso "Bem-vindas a vossa casa" ao perceber que éramos portuguesas, as especialidades não estão propriamente dentro do estilo a que as nossas mães nos habituaram. Claro, se até um prato assinado pelo chef Miguel Laffan (L'AND Vineyards, 1 estrela Michelin) consta do menu!

Falamos de um restaurante bem distinto dos "very typical" que abundam por Madrid, imbuídos de espírito tasqueiro e com o Bacalhau à Brás que facilmente se faz em casa. O Atlantik Corner é aquele português que podemos recomendar com orgulho ao amigo foodie que quer provar os nossos sabores mas dispensa o restaurante "barracão", o fado e as francesinhas.

O que comemos
 
Não resisti ao chamamento do Polvo grelhado com vindaloo e creme de batata-doce: juntarem polvo, um toque indiano e o meu tubérculo preferido num só prato é demasiado para o meu coração. Um polvo no ponto, ligeiramente picante... não desiludiu. De pratos principais, veio ainda para a mesa o Bacalhau Espiritual, servido num bonito tachinho e acompanhado de "chips" de bacalhau. Esta inovação não transverteu a receita que conhecemos, verdadeira comida de conforto.

O Bacalhau Espiritual

Da carta fiquei com vontade de provar o Bacalhau à Brás "de mi abuela", o Carabineiro ao carvão com cuscuz de verduras e molho de caril vermelho e as Vieiras à Brás by Miguel Laffan, com cogumelos silvestres trufados. Não faltam opções de carne de encher o olho aos fãs da mesma, claro está.

O jantar tinha começado com uma entrada de nome romântico: Romeu & Julieta. Trata-se de um casamento entre o salgado e o doce, com Queijo de Azeitão, chutney de manga, marmelada e pão de milho. Das sobremesas, escolhemos a torrija de brioche com gelado e a mousse de chocolate, densa, perfeita para acompanhar o tal café Delta tirado como deve ser.

O Polvo

Quanto aos vinhos, o Atlantik Corner apresenta uma seleção "100% atlântica". De Portugal estão representadas as regiões de Távora-Varosa, Bairrada, Alentejo, Douro, Lisboa, Dão, Península de Setúbal e Trás-os-Montes. Da Galiza, néctares das suas quatro denominações de origem. Nós escolhemos um branco Quinta dos Loridos para brindar a Lisboa.

Assim foi, e muito satisfeitas ficámos. Só não seguimos a sugestão de escrever uma mensagem e colocá-la numa garrafa para um dia o restaurante lançar ao Atlântico. Portanto, como se por tudo o resto não fosse, teremos sempre de voltar. Oh!

Atlantik Corner

Morada: Calle Ventura de la Vega, 11, Madrid
Horário: terça a domingo, das 13h30 às 16h e das 20h30 às 24h
Preço médio: 30€/pessoa
Classificação: 5 estrelas em 5

--
O Porta-bagagem também está no Facebook e no Instagram. Segue-me!
1 comentário on "Atlantik Corner: bem-vindos a casa"